Pular para o conteúdo

Últimas Notícias

Como gerenciar ordem de serviço na empresa de transporte por fretamento

A ordem de serviço na empresa de transporte é uma tarefa fundamental na rotina diária, pois determina todas as informações necessárias para que as demandas de manutenção sejam planejadas e executadas da maneira mais eficiente possível.

Apesar da pandemia do coronavírus ter sido responsável pela diminuição da procura pelo transporte rodoviário fretado, os ônibus de viagem continuam sendo o principal meio de transporte para aqueles que não possuem veículo próprio.

Portanto, saber gerenciar a ordem de serviço neste segmento ajuda a otimizar os processos. Assim, garantindo que a empresa esteja com todos os veículos em dia, evitando atrasos, por exemplo.

Os aspectos que influem no valor final no transporte por fretamento são:

  • Distância percorrida
  • Número de pedágios
  • Consumo de combustível e de pneus
  • Tipos de assento e de leitos (classe executiva ou econômica), etc.

Ademais, existem basicamente dois tipos de transporte fretado. Em síntese, o contínuo é realizado com um número específico de pessoas.

Já o transporte fretado eventual é aquele feito por contrato, destinado a uma finalidade específica ou para fins turísticos. Estão inclusos aí traslados para aeroportos, receptivos, entre outros.

Quando a área de manutenção está alinhada com os demais departamentos, como compras e estoque, a operação é mais ágil e fluida. A integração de dados permite o planejamento de recursos, bem como o controle custos.

Além disso, painéis gerenciais podem ajudar dentro da oficina, organizando cada Ordem de Serviço. Assim, é mais fácil verificar o que deve ser feito em cada veículo, bem como os responsáveis pelo reparo, tempo de trabalho, etc.

Ordem de serviço na empresa de transporte: o que é?

Ordem de Serviço (OS) é o que formaliza o trabalho de manutenção, que pode ser mecânico, elétrico, etc.

Não há regra para montar uma OS. Afinal, isso varia de acordo com a atividade exercida.

Alguns dados podem ser registrados em uma Ordem de Serviço (OS), a saber:

  • Número da Ordem de Serviço
  • Local, data e hora de processamento
  • Nome e cargo do emissor
  • Descrição do serviço
  • Valores envolvidos
  • Indicação dos produtos ou das tarefas utilizados no serviço
  • Quantidade de horas trabalhadas na execução do serviço

Para tanto, serviços como o gerenciamento de Ordem de Serviço (OS) podem ser otimizados e trazer maior produtividade para uma empresa de transporte fretado ao se utilizar softwares inteligentes de gestão, como o caso do ERP.

Como gerenciar Ordem de Serviço com softwares de gestão

A automação de processos é uma das principais tendências em tecnologia no setor de transporte rodoviário. Afinal, tanto a parametrização de etapas da operação, bem como o acompanhamento de dados em relatórios diários de gestão, auxiliam no controle exato de gatos em recursos, custos, etc.

Ou seja, com a automação, é possível programar o software para desempenhar tarefas repetitivas sozinho, o que é sinônimo de agilidade e menos erros. Do mesmo modo, a extração de dados concretos da operação como um todo favorece o planejamento estratégico de uma organização.

A automação pode ajudar mesmo nos detalhes, como é o caso da oficina de manutenção na empresa de transporte por fretamento. Se este processo é feito internamente, planilhas manuais podem estar atrasando a sua operação. Elas podem ser confusas e causar ruídos de comunicação entre os colaboradores, por exemplo.

Afinal, não há controle exato do tempo de execução, nem dos profissionais envolvidos para o conserto de cada veículo. Entre outros problemas que podem surgir no dia a dia deste setor.

O software de gestão ERP

Integrado ao ERP, o sistema para gestão de oficina oferece a gestão simplificada em paineis ao alcance de todos. As informações de cada OS são detalhadas, e o sistema contabiliza o tempo gasto em cada manutenção, além dos materiais e profissionais envolvidos.

Essa integração é possível porque o ERP, quando específico para o segmento de transporte, consegue integrar informações com todos os departamentos da empresa. Na Praxio, empresa especialista em tecnologia para transporte e logística, o ERP oferece módulos específicos para cada etapa da operação. Isto é, para transporte rodoviário, urbano ou fretamento e turismo.

ERP é a sigla em inglês para Enterprise Resource Planning. Em resumo, este software coleta as principais informações de todos os departamentos de uma empresa e as organiza em um único ambiente.

O ERP Passageiros, por exemplo, realiza todas as funções padrão citadas acima, além de coletar dados operacionais e logísticos, como roteirização, manutenção da frota, entre outros.

Se interessou? Entre em contato com a nossa equipe de vendas e solicite uma demonstração do ERP Passageiros. Veja o quanto é possível reduzir custos e aumentar a produtividade.