Pular para o conteúdo

Últimas Notícias

Recapagem ou pneus novos: qual é a melhor opção?

Recapagem ou pneus novos? Quem está à frente da operação no transporte sabe que, dentro dos custos de uma empresa de transporte de cargas, os pneus representam mais de 18% dos gastos. Assim, são a segunda maior despesa das transportadoras, atrás apenas do custo com combustível.

Com esses dados, fica evidente o motivo de garantir qualquer redução de custos nesse quesito. Dessa forma, a recapagem de pneus frequentemente aparece como uma opção para economia de gastos.

No Brasil, cerca de 98% das frotas de caminhões e ônibus reformam pneus, e está apenas atrás dos Estados Unidos em relação a reforma dos pneus ficando em segundo lugar no mundo. Como a produção de pneus novos pode reduzir o CO² em 80%, traz até benefícios ambientais.

Porém, apesar de ser conhecido pelos mecânicos, ainda paira a dúvida sobre como esse procedimento é feito, se ele é seguro e se realmente vale a pena. Será que a recapagem de pneus é mais vantajosa que a compra de pneus novos? Continue com a gente e entenda mais!

O que é a recapagem de pneu?

A recapagem de pneus é um tipo de reforma em que a borracha da banda de rodagem é substituída. A banda de rodagem se desgasta com o tempo de uso e, com o desgaste, o pneu se torna impróprio para o uso.

Com a recapagem, o pneu ganha mais tempo de vida útil antes de ter que ser substituído. O procedimento geralmente é feito com as seguintes etapas:

  1. Limpeza e secagem preparam o pneu para os próximos passos;
  2. Inspeção para checar se o pneu tem condições de ser reformado. Dependendo do estado, a recuperação não é viável;
  3. Preparação da carcaça, que é raspada para ficar simétrica e uniforme;
  4. Escareação, onde as partes cortadas e danificadas são reparadas e as partes oxidadas são removidas;
  5. Consertos porque os defeitos maiores precisam passar por um conserto mais elaborado do que a escareação, onde a estrutura é reconstruída;
  6. Preenchimento para cobrir qualquer orifício presente no pneu;
  7. Construção da nova banda de rodagem que geralmente é feita por um processo chamado de camelback, onde ela é moldada na carcaça do pneu e vulcanizada a 150 °C. Uma recapagem a uma temperatura menor também é possível, porém menos usual para pneus de caminhões;
  8. Inspeção final.

É seguro reformar pneus?

Para garantir que a seja seguro reformar os pneus, existe uma legislação nacional e normas de segurança internacionais para garantir que a recapagem do pneu seja realizada da maneira correta.

Isso porque caso o pneu sofra algum procedimento inadequado ou mau uso dos pneus reformados podem levar a acidentes. Se alguma parte do pneu se soltar na estrada, o perigo é grande e pode significar acidentes graves.

Porém, se as normas da recapagem do pneu são seguidas, ele passa por uma série de testes para avaliar se a carcaça está em bom estado. Depois da reforma, são feitos mais testes para checar a qualidade do processo. Por isso, se realizada com fornecedor confiável e obedecendo às normas, a recapagem de pneus é um procedimento seguro.

Qual a diferença entre reforma de pneus a quente e a frio?

A reforma a quente é feita por meio da vulcanização de um pneu num molde a uma temperatura de cerca de 150 °C. Já a reforma a frio envolve a vulcanização sem molde a uma temperatura entre 95 °C e 110 °C.

O pneu reformado a quente tem um acabamento superior parecendo uma peça nova. No entanto, a composição da borracha é diferente da composição da borracha recapada a frio, o que agiliza o desgaste e pode quebrar a borracha a partir de certo ponto.

Como melhorar a gestão de pneus da frota?

O Afere Fácil é um sistema para gestão de frotas que, integrado ao ERP, consolida informações precisas sobre o uso dos pneus, proporcionando aumento no desempenho e prolongamento da vida útil de cada um deles, reduzindo tempo, esforços e custos totais com a operação. ​

A ferramenta traz funcionalidades como a leitura da profundidade de sulco, ou seja, posicionando o apalpador no fundo do sulco que irá medir, e a informação é armazenada no aplicativo.

Também ajuda na leitura de pressão, conectando o bico de ar do Afere Fácil com a válvula de enchimento do pneu. Assim, quando concluir as medições de todos os pneus, o aplicativo mostrará um resumo de todas as leituras, e dará acesso para preencher o campo de km do veículo para salvar junto com os dados das medições realizadas.

O aplicativo, assim como o software de gestão integrada (ERP), ajudam no controle de informações sobre pneus, bem como manutenção da frota de forma integrada com compras e financeiro, o que garante ainda mais controle e previsibilidade à operação.

A tecnologia é uma vantagem que garante maior controle de toda a operação, e permite a atualização de informações em tempo real, e ao alcance das mãos. Ou seja, os gestores conseguem avaliar tudo o que está acontecendo, garantindo não apenas economia na troca de pneus, mas também a segurança dos condutores e da carga.

Entre em contato com um de nossos consultores e veja como o Afere Fácil pode auxiliar na sua operação e auxiliar na recapagem ou escolha por pneus novos. Nosso time irá entender o seu negócio para apresentar a melhor solução Praxio disponível para o perfil da sua empresa!