Pular para o conteúdo

Últimas Notícias

ERP para empresas de transporte: 5 benefícios na operação

O ERP para empresas de transporte é uma robusta ferramenta para otimizar processos logísticos do segmento rodoviário, facilitando, assim, o dia a dia de trabalho de gestores e motoristas. Além disso, atua na redução de custos e aumento da produtividade, o que eleva a rentabilidade e, portanto, é grande aliada de CEOs e CFOs do segmento.

A solução, cuja sigla significa Enterprise Resource Planning, ou Planejamento de Recursos Empresariais, pode ser baseada em nuvem e permite o controle integrado de todos os setores da empresa – do financeiro à operação – com a coleta de dados em tempo real.

Apesar de muitos acharem que o ERP se adequa apenas às grandes corporações, o sistema pode ser direcionado aos mais diversos nichos de mercado nativamente, sem a necessidade de customizações, independentemente do tamanho da empresa.

Por isso, se você ainda não conhece as vantagens de um sistema especializado no transporte rodoviário de passageiros, ou está pensando em migrar para um ERP que entenda toda a complexidade da sua operação, confira os 5 principais benefícios do sistema:

Foco na Operação

O ERP para empresas de transporte possui características únicas quanto à operação. Isso porque otimiza processos do transporte em si – rotas, veículos e motoristas – e integra os resultados com os departamentos backoffice. Ou seja, financeiro, administrativo, RH, entre outros.

Nesse sentido, o ERP específico para o transporte de passageiros (urbano, fretamento ou turismo) permite a gestão de escala de veículos e motoristas, bem como o controle do plantão rodoviário (partida e chegada/ soltura e recolhe).

Melhores Processos

Outro benefício do ERP é a notável redução de falhas humanas nos processos devido à automatização do serviço. O controle e armazenagem de dados, portanto, é feito por um sistema eletrônico, e deixa as obsoletas planilhas e anotações manuais de lado.

Dessa maneira, dentro do contexto da mobilidade, onde o principal é oferecer pontualidade, disponibilidade e conforto aos passageiros, essa otimização é vital para qualquer companhia do segmento.

Com a redução de falhas, ocorre uma constante melhoria nos processos e, primordialmente, na experiência dos usuários. O que pode contribuir para a fidelização de clientes, conquista tão importante em um mercado competitivo.

Redução de Custos

O ERP também pode proporcionar, com a otimização dos processos, uma maior redução de custos. Isso porque ele garante a correta gestão de insumos. Assim, gastos com combustível, a gestão de pneus, o controle de compras e itens do estoque – todos os números são contabilizados com exatidão, evitando perdas ou falhas no cálculo.

Por exemplo, o gasto de combustível por quilômetro rodado é uma métrica essencial para a operação. E mesmo a diferença de 0,1 km/l pode representar prejuízo para a empresa de transporte a longo prazo, levando em conta o preço do combustível.

Abaixo, você confere o cálculo do consumo de combustível gasto pela frota, para entender como a exatidão desse número pode melhorar a saúde financeira da empresa:

Manutenção em dia

Além dos investimentos em material rodante, dotados de acessibilidade, ar-condicionado e alguns confortos, é essencial que a empresa de transporte mantenha sua frota com a manutenção em dia, a fim de garantir a qualidade de seus serviços.

O ERP auxilia neste processo, visto que permite o gerenciamento de manutenções preventivas e corretivas com organização e rapidez, evitando atrasos e perdas.

Bilhetagem Eletrônica

O ERP realiza a gestão de bilhetagem que integra com o sistema utilizado no município, no caso do transporte urbano. Dessa maneira, a empresa pode avaliar a receita de cada linha no ato da arrecadação.

A bilhetagem eletrônica é um dos maiores avanços no sistema de mobilidade. Isso porque o mercado caminha para uma realidade em que o papel-moeda é cada vez mais escasso. Afinal, o uso de cartões de débito e crédito, transferências bancárias digitais e dinheiro virtual, se tornam cada vez mais presente na vida das pessoas.

Ainda sobre bilhetagem, o ERP também está integrado às normas de emissão do BPe, ou Bilhete de Passagem Eletrônico, se tratando do transporte por rodovias.  

Como adquirir o ERP para empresas de transporte?

Em conclusão, o ERP, quando genérico, pode não abranger a operação em sua totalidade, ou mesmo requerer altas despesas para a customização do sistema. Nesse sentido, no mercado atual, já é possível encontrar Softwares de Gestão Integrada específicos para operações dos mais diversos setores. E o transporte é um deles.

A tecnologia voltada ao transporte rodoviário é especialidade da Praxio, empresa que desenvolve softwares de ponta para otimizar processos desse setor. O ERP Praxio Passageiros atende empresas do transporte rodoviário urbano, fretamento ou turismo, e respeita a especificidade de cada operação.

Se interessou? Entre em contato agora mesmo! Estamos integrados com as maiores empresas do Brasil. Venha fazer parte desse time e aumente a sua competitividade no mercado.