Pular para o conteúdo

Últimas Notícias

Segurança na operação com software para gestão de transportadoras

Quando se fala em logística, a segurança na operação é, inegavelmente, o alicerce de toda transportadora séria, que zela pela qualidade das suas operações e a fidelização de seus clientes. Assim como o investimento em tecnologias para otimizar a operação – omo o software para gestão de transportadoras.

Essas preocupações acontecem por um simples motivo: de acordo com uma divulgação recente da Confederação Nacional dos Transportes (CNT), das 20 melhores estradas do Brasil, 19 estão concentradas em apenas um estado.  Ou seja, a realidade do caminhoneiro e do Brasil, que depende do modal rodoviário para 61,1% de toda a carga deslocada no país, é muito delicada.

Por isso, neste post, faremos um mapeamento de como funciona uma empresa de transporte rodoviário de cargas, quais são os principais problemas vivenciados, e como solucioná-los com auxílio de software para gestão de transportadoras. Vamos lá!

Quais são os elementos do negócio de toda transportadora

Em síntese, uma transportadora possui quatro elementos com os quais deve se preocupar e buscar seu aperfeiçoamento contínuo. São eles:

  1. Motoristas: responsáveis por conduzir a mercadoria até o seu destino final. Estão sujeitos a acidentes, roubos de cargas e outros imprevistos, que podem interferir em seu estado físico e emocional;
  2. Mercadoria: o produto responsável pela receita da transportadora. Desse modo, deve chegar ao destino final em perfeitas condições, preferencialmente sem atrasos;
  3. Frota de veículos: caminhões em perfeitas condições para uso. Nesse sentido, quanto mais novo e mais moderno o veículo, melhor e mais seguro é o transporte da mercadoria.
  4. Processos Operacionais: tudo aquilo que envolve o dia a dia da empresa e sua produtividade. Não apenas a entrega e si, como também a emissão de documentos fiscais. Assim, é importante que a transportadora tenha a tecnologia como aliada, a fim de integrar departamentos e otimizar processos, principalmente aqueles que envolvem o fluxo de caixa da transportadora.

Os imprevistos ocorridos na logística

Imprevistos e falhas são os maiores inimigos da logística, que são combatidos diariamente, a todo momento. Alguns deles podem ser evitados com o devido planejamento. Por exemplo:

  • Material rodante obsoleto;
  • Motoristas mal capacitados;
  • Sobrecargas;
  • Não planejamento de rotas;
  • Falta de manutenção da frota.

Os imprevistos nas estradas acontecem a todo momento. Afinal, quem imagina estourar os pneus do caminhão durante uma importante entrega, ter problemas na suspensão ou até mesmo falha no motor?

Por isso, o caminhoneiro e a transportadora devem estar prontos para tudo, e precavidos.

Como evitar imprevistos na logística e melhorar a segurança

Existem várias maneiras de melhorar a segurança no transporte e evitar imprevistos na logística de uma transportadora. Como pode notar, o setor de logística é desafiador, e pensar na segurança da carga é crucial.

Dessa maneira, vamos elencar algumas soluções que a sua empresa pode adotar para melhorar o nível de segurança na operação.

1. Treine os seus motoristas

Oferecer capacitação e treinamento aos motoristas de sua empresa resolve o problema de imprudência destes profissionais nas estradas.

Para promover maior segurança no transporte, é interessante que os motoristas tenham aulas sobre técnicas de condução mais modernas, bem como noções básicas de manutenção e cuidado com os veículos.

Assim, serão capazes de resolver pequenos contratempos sem a necessidade de interromper a viagem, ou recorrer a mecânicos não autorizados.

2. Esteja com a manutenção da frota em dia

A manutenção preventiva dos caminhões deve ser realizada periodicamente, para que os veículos estejam sempre em perfeitas condições para uso. Nesse sentido, um software de gestão para transportadoras, ou seja, especializado no transporte de cargas. viabiliza o controle de revisões para minimizar as falhas técnicas e evitar quebras inesperadas.

Além disso, integra as informações de manutenção aos departamentos backoffice (como financeiro, por exemplo) e à operação (carregamento e descarregamento). Dessa maneira, oferecendo uma redução de custos e ganhos nas entregas.

Nesse sentido, confira alguns pontos que merecem atenção na manutenção de caminhões de carga:

2.1 Óleo do motor

Fique atento às recomendações do fabricante do caminhão quanto à quilometragem e prazo para troca do óleo. Bem como as especificações de cada lubrificante, que podem variar em três tipos, de acordo com sua composição: mineral, sintético e semissintético.

Do mesmo modo, o nível do óleo também merece atenção, pois não é indicado operar com pouco lubrificante no motor. Outros fluidos que também merecem atenção redobrada:

  • Óleo da embreagem
  • Óleo da direção hidráulica
  • Água do radiador
  • Líquido de arrefecimento

2.2 Freios

Primeiramente, é preciso conferir os freios do caminhão. O caminhão não pode sair da garagem de manutenção sem a verificação da drenagem de água entre os balões de ar. Também é preciso olhar o estado das lonas.

Complementando o item anterior, o fluido de freio é outra parte importante da manutenção. Isso porque, quando vencido, altera a freada do veículo.

2.3 Suspensão

Outro sistema mecânico que não pode faltar na manutenção preventiva é a suspensão, pois ela pode causar um efeito cascata, isto é, qualquer defeito nas molas pode danificar, por consequência, os pneus e as rodas. 

2.4 Pneus

Talvez o item mais importante dessa lista. Isso porque os pneus estão entre os maiores custos variáveis da transportadora. Portanto, estender a vida útil dos pneus, com segurança, é essencial para uma gestão de custos eficiente.

Nesse sentido, a inspeção dos pneus deve ser feita de forma exata. Assim, a tecnologia também pode entrar em cena, automatizando a verificação da pressão, bem como a profundidade dos sulcos. Uma vez que estão no sistema, as informações viabilizam um calendário de rodízio de pneus.

3. Contrate um seguro de cargas

Outra tática interessante é contratar um seguro de cargas. Considerado como um complemento para cobrir o valor da carga, esse seguro resguarda a empresa de um eventual prejuízo financeiro.

Os roubos de carga são frequentes nas estradas e até mesmo cidades. Por isso, recomenda-se a contratação deste seguro para garantir que as mercadorias cheguem em perfeito estado no destino final.

Dessa forma, ter uma tecnologia que permite a interoperabilidade entre sistemas é essencial, pois é possível fazer a gestão da operação de forma integrada, com apoio da seguradora.

Software para gestão de transportadoras

Uma solução que minimiza todos estes imprevistos e possibilita uma melhor organização logística e empresarial é a adoção do sistema ERP Carga e Logística, da Praxio.

A Praxio é uma empresa com 30 anos de conhecimento no mercado rodoviário, e que se atualiza constantemente para atender às necessidades tecnológicas das empresas do setor, conforme as mudanças ocorridas pela transformação digital e outras tendências.

O ERP, sigla para Enteprise Resource Planning, é uma ferramenta baseada em cloud computing (computação em nuvem). Trata-se de um sistema robusto e completo que pode ser utilizado em diversos segmentos e tamanhos de empresas.

Tecnologia como aliada no transporte rodoviário de cargas

No ERP padrão, a otimização de processos acontece nos setores mais básicos de uma empresa, como financeiro, RH, compras, suporte, etc., até os mais complexos.

Já o ERP Carga e Logística, da Praxio, engloba não apenas estes setores, como também aqueles inerentes à operação logística em si. Confira algumas das vantagens:

  • Otimização do controle de prazos de entrega;
  • Geoposicionamento de clientes com geração de ocorrências automáticas;
  • Planejamento de manutenção corretiva e preditiva da frota;
  • Controle de pneus;
  • Automatização na emissão e controle de documentos fiscais de transporte;
  • Gestão de armazenagem;
  • Otimização da rotina do motorista com app para atualizações sobre programação de serviços, bem como registro de baixas e status de cada mercadoria;
  • Extração de indicadores de desempenho em tempo real;
  • Maior controle do seu negócio e gestão de performance de entrega compartilhada com o cliente.

Em conclusão, todas as informações do sistema ERP são coletadas e transmitidas para os gestores. Quer saber mais sobre o nosso produto? Entre em contato com a nossa equipe de vendas agora mesmo.