Pular para o conteúdo

Últimas Notícias

Por que controlar o fluxo de caixa na empresa de transporte rodoviário?

Para entender a importância de controlar o fluxo de caixa na empresa de transporte, é necessário compreender, primeiramente, o que é, como analisá-lo, e de que maneira ele pode ajudar no crescimento da sua empresa.

Organizar as contas e manter um caixa saudável é uma das etapas mais importantes quando o assunto é a gestão de uma empresa. Seja ela pequena, média ou grande porte. Por isso, confira abaixo dicas práticas sobre o assunto e veja como a gestão do caixa é impacta no crescimento do seu negócio!

O que é o fluxo de caixa?

O fluxo de caixa é uma ferramenta em que o diretor financeiro da empresa controla as finanças em um determinado período. O controle pode ser diário, semanal, mensal ou anual. Esse panorama permite tomar as melhores decisões de forma rápida e efetiva.

Basicamente, os caixas de todas as empresas funcionam de uma única maneira. Envolve a diferença entre a movimentação do dinheiro que entra e do dinheiro que sai. Entretanto, embora pareça simples, controlar essas transações pode ser um trabalho árduo. Qualquer erro pode acabar sendo irreparável para a empresa.

Apesar de parecer fácil, durante o processo, existem algumas dificuldades que podem prejudicar seu planejamento financeiro. A movimentação do capital, por exemplo, acontece em períodos diferentes do mês. Assim, as datas para a entrada e a saída financeira são diferentes. Tendo acesso a um controle financeiro, é possível evitar que, ao pagar um fornecedor à vista ou vender a prazo, não acabe com saldo negativo.

Para que a estratégia funcione com precisão, é imprescindível ter disciplina. Ou seja, registrar todas as movimentações feitas no software de gestão financeira.

Em uma empresa de transportes, o controle do fluxo de caixa é um desafio ainda maior. Isso porque existem gastos variáveis, como combustível, mão de obra, seguros, energia e manutenção do carro. E muitas vezes gastos previstos por diferentes setores e funcionários, o que dificulta o controle do dinheiro.

Qual a importância?

O fluxo de caixa é necessário para auxiliar o empresário a ver todas as movimentações financeiras durante um determinado período. Permite a ele a análise desses dados financeiros. Com essas informações em mãos, o controle torna-se mais assertivo. Como também facilita a tomada de decisões em relação ao dinheiro da empresa.

Quando os dados estão bem atualizados e completos, o responsável pela parte financeira da empresa consegue identificar com antecedência e precisão como está o caixa da empresa. Bem como corrigir ou evitar possíveis problemas.

Outro benefício garantido pelo controle do fluxo de caixa na empresa de transporte, é que torna possível levantar o real lucro de um período de bom faturamento. Às vezes, comparando o fluxo de entrada e saída de dinheiro, fica evidente que o lucro do período não foi tão alto quanto foi identificado sem uma análise aprofundada.

Como analisar?

As empresas acumulam e gastam dinheiro de diferentes maneiras. Desse modo, o fluxo de caixa pode ser dividido em três seções: Fluxos de caixa das Operações; Fluxos de caixa de Financiamentos e Fluxos de caixa dos Investimentos. Sendo que nem sempre a empresa apresenta os dois últimos fluxos citados.

Sempre presente no setor financeiro da empresa, o fluxo de caixa das operações tem cinco partes fundamentais que devem ter seus dados cruzados:

• Saldo inicial, que nada mais é que o dinheiro disponível no caixa da empresa;

• Entradas de caixa, que são os valores recebidos à vista; Saídas de caixa, que consiste nos pagamentos feitos ao decorrer dos dias;

• Saldo operacional, que é o valor resultante entre as entrada menos as saídas do caixa;

• Saldo final do caixa, valor final entre a soma do saldo inicial e o saldo operacional.

Como o sistema de gestão auxilia no fluxo de caixa?

Obsoletas para as grandes empresas, as planilhas podem até ajudar caixas com fluxo bem pequeno. Mas, para as empresas de médio e grande porte, acabam sendo ineficazes. Isso devido à quantidade de informação de entradas e saídas que acabam se perdendo na rotina da empresa. Além da quantidade de funcionários que precisam ter acesso à planilha.

Outro fator que prejudica a gestão eficiente do fluxo de caixa, é a utilização de sistemas lentos ou pouco confiáveis, que não oferecem segurança de dados, ou mesmo mais confundem que otimizam os gestores financeiros ao lidar com as informações ali geridas.

Para facilitar a rotina e auxiliar o crescimento das empresas, a Praxio oferece às transportadoras soluções confiáveis em tecnologia. Elas integram de forma simples e flexível a área financeira e contábil, com outras três grandes áreas da empresa de forma segura e com total controle de acessos. Sendo elas: Pessoas e RH; Oficina e Materiais e Operação do transporte.

As ferramentas de gestão desenvolvidas pela Praxio, empresa especialista em soluções para o setor do transporte rodoviário e de logística, permitem o controle de fluxo de caixa, analisando possíveis desequilíbrios financeiros. O que ocorre com frequência em empresas que não utilizam um único sistema para todos os setores.

Com profissionais especializados e prontos para ajudar, a empresa possui softwares que viabilizam a gestão integrada de toda a operação da transportadora.