Pular para o conteúdo

Últimas Notícias

Quando fazer migração de software de gestão empresarial

Apesar de contar com muitas etapas e ter alta complexidade, não adianta adiar. Se a ideia é aumentar os resultados do negócio, é necessário fazer a migração de software de gestão empresarial. Apesar disso, é imprescindível saber se o seu negócio está preparado para fazer a transição, para que o processo seja feito da melhor forma e sem falhas. 

Por ser uma ferramenta que envolve todos os setores da empresa, o processo envolve etapas delicadas. Elas fazem com que o gestor tenha medo de migrar de sistema de gestão. Porém, deixar a empresa de transporte com um sistema obsoleto ou generalista, que não entende sua operação, acaba influenciando no potencial produtivo do seu negócio.

Veja se já é o momento de migrar de software de gestão empresarial e qual é o momento de agir com um plano de migração de ERP

Quando migrar?

A empresa de transporte cresceu e o software de gestão atual não acompanhou o desenvolvimento da empresa? Isso é mais comum do que você imagina. Muitas vezes, a ferramenta utilizada acaba se tornando genérica para o tipo de operação. E não é nada fácil ou barato customizar o ERP para a necessidade da empresa.  

O que muitas vezes o gestor não percebe, é que manter um software que não seja feito sob medida para o setor de transportes pode ser mais difícil de utilizar. Ou não cobrir todas as etapas da operação. E acaba gerando mais atrasos que agilidade, atrapalhando todos os processos dentro da empresa. 

O custo da ferramenta atual também pode influenciar a troca. É possível encontrar softwares de gestão integrada com um custo bem mais competitivo que o preço total da customização do ERP utilizado. Fazer A migração pode ser a solução para equilibrar as contas da sua empresa a longo prazo.

Como migrar para de sistema ERP?

O processo pode ser diferente conforme o fornecedor. Mas uma estrutura básica deve ser respeitada para o sucesso da migração de software de gestão empresarial. O primeiro passo para a migração é o mapeamento de processos. O gestor deve elaborar uma estrutura de processos formalizada que mostre objetivamente como e qual é o valor gerado no negócio. Durante esse passo, é possível traçar novas estratégias para o negócio. 

Lembrando que também é importante preparar a equipe para mudar de ERP. Os colaboradores devem ser capacitados para a nova ferramenta e realizar testes para minimizar falhas durante a operação. O período de adaptação é importante para que não se tenha uma opinião prévia negativa sobre o novo software escolhido.

Principais riscos

O principal risco durante a migração de software de gestão empresarial diz respeito ao momento da transferência de dados para o novo software. Isso porque o ERP depende das informações imputadas para o bom funcionamento. 

Sem abastecer o software de gestão com as informações corretas, o sistema de gestão não funcionará com perfeição.  Mas, com uma empresa de tecnologia confiável, a troca é feita de forma tranquila. Ao buscar um novo fornecedor, verifique a qualidade de atendimento oferecida.

Valor x custo-benefício

O custo varia de acordo com o fornecedor, assim como é diferente dependendo do tamanho da empresa de transporte. Ou seja, o custo da mudança é proporcional tanto ao tamanho da empresa quanto a complexidade das suas operações. 

Para saber quanto vai gastar, o gestor deve mensurar quais serão as despesas diretas e indiretas para efetuar a migração. A recomendação é avaliar os custos de contratação e estimar os gastos junto ao processo de migração para sempre tomar a melhor decisão.

Como escolher o novo fornecedor

Já ouviu aquele ditado: “o barato sai caro?” No setor de transporte rodoviário ele também pode ser aplicado. Afinal, muito mais do que decidir pelo preço, é preciso buscar um fornecedor que seja de experiência e especificidade. 

É importante saber se o fornecedor disponibiliza profissionais qualificados para ajudar não apenas na implementação do sistema, como também verificar se podem entregar as demandas exigidas pelos clientes com qualidade e eficiência. O ERP especialista no transporte rodoviário de passageiros traz funcionalidades como:

• Gestão de partida e chegada de passageiros rodoviários;
Integração com a bilheteria;
Atualizando as informações em tempo real;
Gestão integrada com a bilhetagem;
Gestão do transporte de cargas e encomendas no bagageiro;
Escala Rodoviária Automática;
Gestão de escala de veículos e motoristas. 

A Praxio, empresa que é referência e líder no segmento, apresenta o ERP Praxio Passageiros,  que melhor integra todas as áreas da empresa, garantindo dessa maneira agilidade para os processos internos. Além de disponibilizar uma equipe especializada em tecnologia no segmento de transporte e recursos que colaboram no desenvolvimento do seu planejamento estratégico, com 98% de taxa de satisfação de seus clientes.