Pular para o conteúdo

Últimas Notícias

Gestão de transporte para frotas pequenas e médias

A gestão de transporte é uma das mais importantes tarefas realizadas dentro de uma empresa de transportes, independente do tamanho de sua frota.

Afinal, a gestão de frota é a prática de gerenciamento dos veículos utilizados para a movimentação de passageiros, funcionários e serviços diversos.

Além disso, por mais que esta tenha um número pequeno de veículos (entre 2 a 5 ônibus), esta prática deve ser planejada e estudada para que haja grande produtividade e redução de custos.

Quais são os principais itens verificados em uma frota?

Em resumo, a gestão de transporte para frotas pequenas ou médias realiza processos de verificação de alguns itens. A saber:

  • Controle de gasto de combustível;
  • Quilometragem rodada por veículo;
  • Manutenção preditiva e preventiva;
  • Controle de vida útil dos pneus;
  • Troca de óleo e peças diversas.

Ou seja, o planejamento eficiente para a gestão de transportes de frotas pequenas, as chamadas PMEs de transporte, é importante porque a logística é uma das operações que mais incidem sobre o fluxo de caixa de uma empresa.

Isso porque a gestão de frotas não visa somente organizar os veículos. Além disso, esta estratégia também é responsável pelos seguintes fatores, por exemplo:

  • Avaliar o desempenho dos motoristas;
  • Garantir a segurança de todos os envolvidos;
  • Atestar a disponibilidade dos veículos;
  • Reduzir os gastos e os erros operacionais;
  • Aumentar a produtividade.

Como planejar a gestão de transportes para frotas pequenas e médias?

Para planejar a gestão de transporte em frotas pequenas e médias, portanto, o gestor deve estar atento a alguns itens primordiais.

Isso porque, sem o domínio deles, pode ocorrer um notável déficit no fluxo de caixa da empresa, que irá atrapalhar os investimentos e a operação logística em si.

Vamos lá!

Conheça a sua frota e realidade de mercado

É primordial que o gestor de qualquer empresa de transportes conheça a fundo a frota que está operando e a sua realidade de mercado.

Ou seja, quando não há uma estrutura planejada para a gestão de frotas, é interessante realizar um mapeamento para compreender onde estão os gargalos e o que precisa ser modificado.

Nesse sentido, esta talvez seja uma das etapas cruciais do planejamento de gestão de frota, pois envolve os seguintes itens:

  • Conhecimento e reconhecimento de todos os veículos da frota;
  • Análise da documentação, bem como do estado de manutenção de cada um deles;
  • Avaliação da capacidade dos veículos em suprirem a necessidade da empresa.

Assim, você precisa de uma frota que atenda a demanda de clientes, de acordo com a sua realidade.

Sobretudo, faça um levantamento de custos para averiguar o nível de gasto que sua frota realiza ao longo dos meses, e o quanto este valor impacta no seu fluxo de caixa.

Com estes dados em mãos, é então que o gestor pode começar a planejar a sua gestão de frotas com precisão.

Mantenha os veículos em dia

Os três tipos mais importantes de manutenção conhecidos no mercado são:

  • Preditiva: prediz o tempo de vida útil dos componentes das máquinas e equipamentos e as condições necessárias para que este tempo seja aproveitado;
  • Preventiva: realiza as trocas de óleo, pneus e peças conforme uso e desgaste para impedir, bem como reduzir falhas dos equipamentos;
  • Corretiva: quando ocorre a paralisação total de um veículo e este deve parar de operar para ser consertado.

Nos casos da manutenção preditiva e preventiva, se realizadas no tempo correto, o seu custo é infinitamente menor ao longo do tempo.

Controle o consumo de combustível

O preço do óleo diesel é um dos mais pesados em toda empresa de transportes.

Nesse sentido, por ter sempre altas e baixas devido aos reajustes realizados pelo governo, fica difícil para os gestores estimarem o gasto mensal de combustível de maneira precisa.

Portanto, uma dica importantíssima é oferecer treinamento de melhores práticas de condução aos seus motoristas, para que haja um controle de consumo de combustível, além de traçar previamente as rotas que serão utilizadas nos trajetos diários.

Rastreie seus veículos com softwares específicos

Hoje, com a tecnologia ao alcance de todos, é possível implantar softwares de gestão que conseguem rastrear a localização exata de todos os veículos de sua frota.

Além disso, com o rastreamento é possível configurar quais são as melhores rotas alternativas para cada tipo de trajeto, evitando engarrafamentos, perigos na pista, dentre outras ocorrências.

O rastreamento de veículos e a roteirização de trajetos é realizada integrada ao sistema de gestão.

Verifique a vida útil dos pneus

Para um melhor funcionamento dos veículos da frota, nada melhor do que serem dotados de jogos de pneus da melhor qualidade.

Assim como o serviço de transporte de passageiros é diário, claro que toda frota de ônibus tem um índice muito alto de quilometragem rodada.

Por isso, é importante conferir a vida útil dos pneus e a calibragem ideal de cada um deles.

Afinal, você sabia que um veículo rodando com uma calibragem 20% menor do que a estipulada, pode ter um aumento no consumo de combustível em até 4%?

Use softwares de gestão avançados

As tarefas citadas acima são realizadas com muito mais eficiência e produtividade se a empresa adotar softwares robustos e avançados de gestão em seu trabalho.

É o caso, por exemplo, do ERP (Enterprise Resource Planning). Focado na gestão empresarial em si, este software baseado em computação na nuvem coleta e unifica todos os dados de sua empresa em um único local, por meio de um servidor criptografado.

Entre os setores em que há controle de dados feito pelo ERP, estão por exemplo:

  • Financeiro;
  • Recursos Humanos;
  • Compras e Vendas,

Em outras palavras, o chamado backoffice. Isso facilita a gestão empresarial, pois os dados são coletados e atualizados em tempo real, e ocorre uma máxima redução de falhas humanas e aumento de produtividade.

ERP Passageiros da Praxio

A Praxio, empresa com mais de 30 anos de mercado, desenvolveu um ERP próprio para o transporte rodoviário de passageiros que atende frotas pequenas e médias.

O ERP Passageiros, da Praxio, além de realizar todas as funções padrão de um ERP, também coleta e organiza as informações logísticas de uma empresa de transportes.

Ou seja, o ERP Passageiros consegue otimizar e organizar informações oepracionais. A saber:

  • Gerenciamento de frota;
  • Manutenção de veículos;
  • Sistema de bilhetagem e tarifagem;
  • Terminal de bilhetes e emissão de passagens;
  • Gerenciamento de pneus;
  • Sistema GPS acoplado para traçar rotas e localizar veículos;
  • Consumo médio de combustível

Entre muitas outras funções, todas focadas no aumento de produtividade na gestão de transporte para frotas pequenas ou médias.

Se interessou? Entre em contato agora mesmo com a nossa equipe de vendas e solicite uma demonstração!