Pular para o conteúdo

Últimas Notícias

Gestão de transporte e mobilidade urbana

A sua empresa realiza uma eficiente gestão de transporte voltada à mobilidade urbana?

Desde a virada do século, o mundo mudou – principalmente com a chegada da tecnologia acessível à maioria, com dispositivos como smartphones e smartwatches, computadores e tablets, por exemplo.

Além disso, o acesso à internet transformou o comportamento habitual e de consumo das pessoas. Assim, a nova geração – os chamados “milleniuns” – se apegou a essas tecnologias e quer aproveitá-las ao máximo, pois as possibilidades são infinitas.

Por incrível que pareça, a geração de milleniuns não quer mais trabalhar para ter um veículo ou imóvel próprios. Ocorre o oposto: eles fazem os seus deslocamentos diários por meio do transporte público (ônibus e metrô), ou mesmo aplicativos para transporte. Além disso, preferem morar de aluguel e viajar.

Mas, afinal, o que isso tem a ver com a gestão de transporte da sua empresa e o impacto na mobilidade urbana? Absolutamente tudo.

Novas tecnologias para transporte

O novo consumidor está avaliando tudo, a todo o momento.

No caso da mobilidade urbana, por exemplo, é possível saber o que está acontecendo no transporte público de uma cidade até mesmo por meio de redes sociais, como o Twitter.

Nesta rede social, os usuários postam, em tempo real, o que ocorre na linha onde estão trafegando. Assim, assuntos como a demora dos veículos, falhas e quebras ao longo do trajeto, etc., são divulgados e discutidos.

Por isso, existe hoje a necessidade de os gestores aliarem suas estratégias à tecnologia. Afinal, isso já ocorre na Europa: a Mobilidade Como Um Serviço (Mobility as a Service – MaaS).

Dessa maneira, cidades como Helsinque (Finlândia) e Estocolmo (Suécia) adotaram a construção de plataformas de mobilidade integrada, baseadas neste conceito.

Ou seja, com um único aplicativo para smartphone, o passageiro traça a rota desejada e recebe opções de percurso em tempo real.

Estas sugestões de percurso englobam preço de passagem, tipo de transporte, possibilidade de reservar passagens e pagar por elas com o cartão de crédito, emitir os bilhetes, etc.

Dessa forma, percebe-se que o nível de exigência do usuário aumentou muito em todo o mundo, o que, portanto, demanda investimentos em tecnologias robustas dentro das empresas, pois a concorrência está cada vez mais acirrada.

E como a sua empresa de transporte pode se preparar para um desafio desta magnitude no Brasil? Por sorte, contamos com softwares avançados que auxiliam na gestão organizacional. Nesse sentido, um deles é o ERP.

O que é um sistema ERP?

A sigla ERP é oriunda da palavra Enterprise Resource Planning, ou seja, Planejamento de Recursos Empresariais.

Baseado em computação na nuvem, o ERP unifica todos os processos de uma empresa em um único local, incluindo o banco de dados. As informações passam a ser acessadas e coletadas por todos os colaboradores da equipe, independente do departamento.

Ou seja, o ERP termina com a falta de sincronia de dados entre Recursos Humanos, Compras, Logística, Contas a Pagar, Financeiro, etc., pois todos os dados são unificados e atualizados simultaneamente, em tempo real.

De forma geral, o ERP pode agregar as seguintes funções:

  • Gerenciamento de clientes;
  • Dados de recursos humanos;
  • Gerenciamento financeiro;
  • Inventário;
  • Área de compras e pedidos;
  • Contabilidade.

Dessa maneira, a empresa consegue ter uma visão mais precisa do que ocorre dentro do seu negócio, podendo então otimizar e organizar custos, a saber:

  • Combustível;
  • Manutenção;
  • Energia;
  • Limpeza;
  • Etc.

O ERP permite três grandes ganhos dentro de uma empresa, ou seja: a unificação de todos osdados, conforme dito anteriormente, com troca de informação simples, rápida e direta; o aumento da produtividade, uma vez que o sistema está unificado e “conversa” com todos os membros das equipes; e, por fim, uma melhor análise de resultados, o que permite que a empresa tome decisões precisas e mais ambiciosas (novos investimentos, redução de custos, etc.).

Agora, falaremos do único ERP do mercado feito especialmente para o segmento de mobilidade urbana, o ERP Passageiros, da Praxio.

ERP Passageiros: solução para transporte

A Praxio é uma empresa de tecnologia que está há mais de 30 anos no mercado de transporte rodoviário – urbano, por fretamento e turismo.

Atenta às necessidades do mercado, a Praxio desenvolveu um robusto sistema ERP que realiza todas as funções de um ERP, bem como, além disso, as especificações deste setor.

Por isso, são muitas as possibilidades que um ERP pode proporcionar para a sua empresa. Assim, quando o assunto é gestão de transporte e mobilidade urbana, o ERP sai na frente por ser, de início, um software especialista no segmento.  

Veja algumas vantagens que o ERP Passageiros pode proporcionar:

1. Gerenciamento da frota

O ERP permite total gerenciamento de sua frota de ônibus. Nesse sentido, é possível averiguar os seguintes pontos, a saber:

  • Disponibilidade operacional da frota;
  • Escala de veículos;
  • Manutenção;
  • Troca de óleos e outros lubrificantes;
  • Vida útil dos pneus;
  • Etc.

Dessa forma, a sua empresa oferece maior nível de oferta e pontualidade da frota, com ônibus em perfeito estado de operação.

2. Maior integração com o sistema de bilhetagem

O ERP permite melhor conexão e integração com o sistema de bilhetagem do município, portanto, facilitando e melhorando a tarifação e integração de modais.

Isso significa maior segurança para a empresa de transporte. Afinal, evita fraudes e evasões. Além disso, as informações de bilhetagem são repassadas de forma automática e em tempo real, agilizando, desse modo, o trabalho do departamento financeiro.

3. Conectividade

Localização em tempo real, com dados sendo armazenados no sistema (que pode ser em nuvem), o que permite, nesse sentido, a avaliação de indicadores de desempenho de toda a operação.

Assim, otimizando sua performance e facilitando tomadas de decisão por parte dos gestores que, do mesmo modo, podem ter respostas rápidas caso haja alguma falha, por exemplo. Isto é, se antecipar aos problemas e solucioná-los com agilidade.

Entre em contato agora mesmo com a nossa equipe de vendas e saiba como implantar o ERP na sua empresa de transporte.