Pular para o conteúdo

Últimas Notícias

Redução dos custos da frota: 6 formas para o controle financeiro!

Não faltam gastos que devem ser colocados na ponta do lápis pelo gestor responsável por realizar a gestão dos custos da frota. Parte da rotina das transportadoras, é indispensável calcular o consumo de combustíveis, desgastes de pneus, e manutenção.

São diversas as variáveis que exigem atenção redobrada para não acabar gastando além do previsto e estourar o orçamento da sua empresa, mantendo todos os veículos da frota em perfeito funcionamento.

O custo da frota deve ser calculado para garantir a lucratividade, bem como tornar a operação viável, com eficiência, segurança, e preços competitivos e aplicáveis para a saúde financeira.

Para te ajudar a garantir que o custo da frota tenha saldo positivo no final, trouxemos um passo a passo que ajuda a reduzir os gastos sem interferir na qualidade do serviço prestado.

Qual a relação entre a otimização da frota e a gestão de custos?

Para otimizar a frota, e garantir melhores resultados é necessário fazer um planejamento eficiente, e nada melhor que garantir uma boa gestão de custos para isso. E a melhor forma de fazer isso é identificando os possíveis problemas, identificar os gastos e desperdícios e traçar novos planos visando maior lucratividade para a empresa.

Afinal, não existe nenhuma forma melhor de garantir a otimização da frota, cortando gastos – e até veículos – desnecessários do que efetuando uma boa gestão de custos.

6 dicas para reduzir custos da frota

Existem práticas facilmente aplicáveis que ajudam a reduzir os custos da frota e garantir resultados mais eficientes para a sua empresa. Para te ajudar nessa demanda, reunimos algumas dicas importantes, anote aí:

1. Análise Financeira

O primeiro ponto é fazer uma análise financeira de todo o fluxo financeiro da empresa, e de qual valor destinado para manter a sua frota. Com isso, o gestor pode estudar todo o fluxo de caixa, e analisar um teto de gastos mensais que seja pertinente ao panorama da empresa. Só assim é possível traçar estratégias de economia que protejam a margem de lucratividade, sem impactar a operação.

2. Plano de redução de custo

Para traçar um plano estratégico para a empresa visando a economia de gastos, é necessário considerar dois indicadores. O capital de giro e o fluxo da empresa. Isso permitirá fazer um cálculo de um período inicial e a projeção para um período futuro.

Assim, você poderá levantar um diagnóstico referencial dos custos da frota. Por exemplo, para manter uma frota circulando, a empresa precisa dispor de capital de giro suficiente para manter as manutenções, renovações de veículos e as demais despesas.

3. Identificação dos custos

Para saber quanto a sua frota está custando, é essencial fazer um levantamento de todos os gastos, fixos e variáveis. Os fixos são aqueles que nunca mudam, ou sofrem pouquíssimas alterações, como o seguro do veículo. Já os gastos variáveis, estão custos como as manutenções corretivas.

Com tudo contabilizado, é possível fazer uma comparação com a lucratividade, o resultado mostra se o veículo está trazendo algum prejuízo, ou até mesmo permitir fazer uma boa economia fixa. Um software com ferramenta de Business Intelligence pode reduzir o tempo gasto com todas essas contas.

4. Otimize as rotas

Muitos gestores deixam a cargo dos motoristas decidir as melhores rotas a serem percorridas, porém, muitas vezes esse não é o melhor trajeto. Resultando assim em um aumento considerável no gasto com combustível, aumentando o tempo de viagem e desgaste dos pneus, e outros componentes do caminhão.

Por isso, traçar uma rota inteligente pode ajudar na economia da sua frota. Projetar o trajeto pode ser mais simples que imagina. Hoje em dia a tecnologia é uma grande aliada, pois permite utilizar softwares que garantem a roteirização do trajeto, levando em conta a quilometragem rodada, o gasto com pedágios e segurança das estradas.

5. Realize a manutenção preventiva

Com o tempo, é natural que os veículos demandem manutenção, desde a troca de lubrificantes, filtros e pneus, como também correções mais sérias, e que significam também mais prejuízo.

Isso porque de acordo com um estudo publicado no Portal PMKB (Project Management Knowledge Base), em frotas com veículos com cinco anos, os custos realizados com manutenção chegam a 10% dos gastos variáveis de uma empresa, enquanto os custos com pneus podem chegar até 8%.

Dessa forma, o controle de gastos com a manutenção da frota é um dos fatores essenciais para a redução de custos com a frota veicular. Uma forma de evitar que o veículo quebre, principalmente durante as viagens, é realizando a manutenção preventiva.

Para isso, os gestores precisam contar com mecânicos de confiança que podem analisar o motor e demais componentes da frota. Ou contar com a tecnologia como aliada, isso porque um software de gestão pode auxiliar nesse controle, ajudando na aferição dos pneus, por exemplo.

6. Lance mão da tecnologia

O mundo mudou e a tecnologia é a maior prova disso. Com boas ferramentas é possível garantir resultados mais satisfatórios, e também reduzindo o tempo de trabalho, automatizando e otimizando processos burocráticos

Um bom software de gestão reúne funcionalidades como a gestão de frota, que ajuda a controlar os gastos e custos da frota. Além disso, também ajuda em funcionalidades como traçar as rotas e gerar bons itinerários para sua empresa.

O ERP Praxio Avacorp-i é a solução para o transporte de carga, logística e armazenagem, e conta com inteligência artificial que automatiza processos, e dispensa a intervenção humana, diminuindo o tempo de trabalho e erros corriqueiros.

Com o Avacorp-i, é possível aumentar a eficiência das tarefas, reduzir os custos e tornar o dia a dia da sua empresa mais fácil. Isso porque a ferramenta em nuvem pode ser utilizada em qualquer lugar, com recursos como o backoffice, operacional e WMS, de forma simples e intuitiva.

Consulte um de nossos consultores para ver como a ferramenta pode ajudar a reduzir o custo com as frotas.